ENCONTRO MARCADO    
VÍDEO    PERFIL    BIO    OBRA    EXCERTO    CRÍTICA 
ZIRALDO

"A simbiose de Ziraldo com o pincel, ou que outra ferramenta use na produção do seu trabalho artístico, é absoluta. O resultado é de uma segurança que às vezes traz a tentação de dizer ao artista que só use a mão esquerda, dando uma oportunidade de erro. Mas que adianta fazer canhoto um ambidestro?
Paralelo a esse instrumento integrado ao gesto da criação, está a rapidez de soluções técnicas e estéticas, arrancadas de um stock imenso de cultura visual. Uma capacidade inata de combinações fulminantes. Tudo permitindo um volume de produção de que este livro mal pode dar idéia."
Millôr Fernandes

"Arte de Ziraldo também faz rir, mas classificá-lo como humorista seria confiná-lo num contexto limitado. Seu desenho, dito de humor, quando não leva ao lirismo ou à reflexão, induz à crítica política ou social. Ou é apenas arte, pura estética do traço e da cor. Arte múltipla, cujo amplo espectro abrange desde a ilustração, histórias em quadrinhos, cartazes, charges, logomarcas, capas de revistas e livros, teatro, propaganda, livros infantis, roteiro cinematográfico e pelo menos um grande mural: o da casa noturna Canecão, no Rio de Janeiro."
Gualter Mathias Netto, Revista de Comunicação