ENCONTRO MARCADO    
VÍDEO    PERFIL    BIO    OBRA    EXCERTO    CRÍTICA 

RACHEL DE QUEIROZ

[ Fortaleza: 1910 – 2003 ] Primeira mulher a entrar para a Academia Brasileira de Letras, Rachel de Queiroz é considerada, também, a primeira dama de nossas letras. Há quem questione seu passado político, sua trajetória que vai de militante comunista a simpatizante do governo Castelo Branco. Mas não há como colocar em dúvida o enorme talento literário dessa cearense simpática, de olhar meigo e sorriso doce, improváveis em alguém que produziu textos tão secos como em O Quinze ou tão virulentos como em Memorial de Maria Moura. É de José Cândido de Carvalho uma das frases que melhor espelham a importância da obra de Rachel de Queiroz: "Vai chover muita chuva e ventar muito vento, antes que Deus, num dia todo especial, resolva editar outra Rachel".

Atualizado em 1999