ENCONTRO MARCADO    
VÍDEO    PERFIL    BIO    OBRA    EXCERTO    CRÍTICA 

FERREIRA GULLAR

[ São Luiz do Maranhão: 1930 ] Dá voz às vozes abafadas, humilhadas e anônimas que vivem sob o teto do cotidiano brasileiro. O escritor e crítico de arte maranhense é, antes de tudo, o poeta da fraternidade, da solidariedade, do olhar politizado e humano. Considerado um dos maiores nomes da literatura contemporânea do país, o autor do Poema sujo faz sua a língua das ruas, do coração, nela expressando a trágica e bela experiência da vida nacional.

Atualizado em 1999