ENCONTRO MARCADO    
VÍDEO    PERFIL    BIO    OBRA    EXCERTO    CRÍTICA 

CARLOS EDUARDO NOVAES

[ Rio de Janeiro: 1941 ] Carlos Eduardo Novaes capta no comportamento cotidiano urbano da sociedade brasileira o burlesco das situações como elementos para as suas crônicas, cuja matéria, muitas vezes retirada dos jornais, vai desde o descaramento da corrupção nas esferas do poder até a relação entre os sexos. Dessa forma compõe sua verve crítico-burlesca, que lhe permite adequar o sensacionalismo das notícias da imprensa à tipicidade do comportamento político ou amoroso, em crônicas publicadas na imprensa brasileira, que lhe renderam vários livros largamente reeditados. É também dramaturgo.

Atualizado em 1999