ENCONTRO MARCADO    
VÍDEO    PERFIL    BIO    OBRA    EXCERTO    CRÍTICA 
AUTRAN DOURADO

Sobre Novelário de Donga Novais

"Chega-se ao fim do volume convencido de ter convivido com um escritor que domina sua arte com segurança"
Paulo Rónai in: "Novelário de Donga Novais". Rio de Janeiro: Difel, 1976.

"Em sucessivos romances, principalmente a partir de A Barca dos Homens, culminando com Os Sinos da Agonia, converteu-se ele em uma das figuras mais importantes de nossas letras modernas"
Paulo Rónai in: "Novelário de Donga Novais". Rio de Janeiro: Difel, 1976.

Sobre A Barca dos Homens

"Para ser absolutamente sincero, direi mesmo que, no decorrer de 1961, não encontro romance nacional que tenha a importância, a consistência, o valor desse A Barca dos Homens que a nossa crítica quase ignorou"
Octávio de Faria. "A Barca dos Homens de Autran Dourado" in: Jornal Correio da Manhã. Rio de Janeiro, 1962.