ENCONTRO MARCADO    
VÍDEO    PERFIL    BIO    OBRA    EXCERTO    CRÍTICA 
ANTONIO CALLADO

"Antônio Callado escreve o romance em termos de destino, vê a política brasileira em termos de romance; isso explica não apenas que seja um dos maiores romancistas brasileiros de nossos dias, mas, ainda, um dos raros em todo o mundo, a realmente merecer tal qualificativo."
Wilson Martins

"(...) conjunção de drama individual e saída militante, estilizada com maior brilho e vigor, sustenta um dos romances mais representativos do Brasil pós-64, Quarup (1967) de Antônio Callado, autor também de um refinado romance à clef, Reflexos do Baile (1976)."
Alfredo Bosi – "História concisa da Literatura Brasileira". São Paulo: Cultrix, 1994, p. 421.