ENCONTRO MARCADO    
VÍDEO    BIO    OBRA    CRÍTICA 
TONY BELLOTTO

Sobre o livro Bellini e os espíritos
Por Marcelo Bartolomei

“Bellini está de volta. No terceiro livro da série, Bellini e os espíritos (Companhia das Letras), o detetive quarentão se empenha na investigação da morte de um médico, mas acaba envolvido com espiritualismo e com a máfia chinesa.
Fã de literatura policial, o músico propõe uma viagem ao bairro da Liberdade, reduto da comunidade japonesa em São Paulo, apostando na magia proporcionada pela leitura. "Eu me lembro de ler desde garoto...” “... Você só aprende a escrever lendo."
In Folha de São Paulo, 05/09/2005

Sobre o livro Os Insones

Num Rio violento... muitos não dormem. Podem ser pais desesperados com o sumiço de filhos, jovens ansiosos por mudar o mundo ou mudar de vida a qualquer custo, policiais sob tensão, traficantes e outros criminosos. Esse é o universo do novo livro do guitarrista da banda de rock Titãs e escritor, autor de "Bellini e a Esfinge", entre outros. Bellotto não apenas pinta o retrato de uma realidade cruel, mas trata, principalmente, da inadequação a ela. Os personagens, alguns criados na favela, outros em bairros de classe média, se cruzam numa trama cujos desdobramentos os farão passar por profunda transformação.
In Valor Econômico, 28/09/2007

Sobre o livro BR 163 – Duas histórias na estrada
Por Bia Abramo

“... Bellotto consegue fazer literatura de entretenimento honesta e palatável. O que, digamos, não é tudo, mas não é pouco neste país.”
In Folha de São Paulo, 30/03/2001