ENCONTRO MARCADO    
VÍDEO    BIO    OBRA    CRÍTICA 
TONY BELLOTTO

Aos dez anos, Antonio Carlos Liberalli Bellotto, neto de italianos e filho de portugueses, depois de ler uma reportagem sobre Jimi Hendrix na revista Manchete, decidiu o que seria quando crescesse: guitarrista de rock. Antes, dividia com a literatura a paixão pelo rock. Era leitor voraz de Rubem Fonseca, Jorge Amado, Ernest Hemingway e de Herman Melville e seu romance Moby Dick. Também curtia Keith Richards, Jimmy Page e Eric Clapton.

Aos 14 anos ganhou sua primeira guitarra e no ano seguinte viajou para os EUA, de onde voltou trazendo novidades e outras referências. Em Assis, interior de São Paulo, onde passou a morar com a família, ouvia sem parar Caetano Veloso, João Gilberto e Luís Melodia, fato que aumentou bastante seu vocabulário musical. Começou a percorrer faculdades e bares, com voz e violão, cantando composições próprias e abrindo shows de artistas já conhecidos, como Jorge Mautner.

Um evento realizado no colégio paulista Equipe, em 1981, reuniu no mesmo palco Sérgio Britto, Arnaldo Antunes, Paulo Miklos, Marcelo Fromer, Nando Reis, Ciro Pessoa e Tony Bellotto. Juntos, eles formavam o grupo Titãs do Iê-Iê. O dia 15/10/82 marcou a estréia oficial dos Titãs do Iê-iê, com repertório próprio, no palco do Sesc Pompéia, em São Paulo. Um pouco antes da estreia, Tony ganhava sua primeira filha, Nina, de seu casamento com Ana Paula Silveira. O primeiro álbum, Titãs, foi lançado em agosto de 1984 e trazia a música Sonífera Ilha, que levou o grupo para todo o Brasil.

A paixão pelos livros, que carregava desde a infância, aflorou para valer nas primeiras férias longas dos Titãs, em 1994. Admirador de romances policiais, Tony lançou em 1995, pela Companhia das Letras, seu primeiro livro, Bellini e a esfinge, a história de um detetive que vive no submundo de São Paulo. Dois anos depois, o personagem reapareceu numa segunda trama. Em 2002, a primeira aventura de Bellini foi adaptada para o cinema pelo diretor Roberto Santucci Filho, com Fábio Assunção no papel do detetive.

Atualmente escreve Cenas Urbanas, uma coluna de variedades na Veja On Line e é apresentador do programa Afinando a Língua na TV Futura, que utiliza letras de músicas como ferramentas de ensino para questões ligadas à Literatura Brasileira e à Língua Portuguesa

Tony Bellotto casou-se com 1990 com a atriz Malu Mader, com quem tem dois filhos: João e Antonio.