ENCONTRO MARCADO    
VÍDEO    BIO    OBRA    CRÍTICA 
MANOEL CARLOS

A obra de Manoel Carlos é muito extensa. Ele é autor de 18 telenovelas, sete delas feitas exclusivamente para Argentina, Colômbia, EUA (Miami) e Peru. A primeira, intitulada Helena, foi veiculada em 1952 na TV Paulista. E a última, Viver a vida (2009), é a atual novela das oito da TV Globo, tendo no papel de Helena a atriz Tais Araujo, a primeira protagonista negra do horário nobre da TV.

Escreveu quatro minisséries: Viver a vida, O cometa, Presença de Anita (adaptação do livro de Mário Donato) e Maysa – quando fala o coração (em parceria com Ângela Chaves).

Foi autor e, muitas vezes, diretor, dos seguintes programas de TV: Hebe Camargo (1960), Corte-Rayol Show (1962) e Família Trapo (1967), os três para a Rede Record. Chico Anysio Show (1963, TV Rio), Joana (1986, TV Manchete), Uma família como qualquer (1987, Colômbia) e O besouro e a rosa (Rede Globo, 1993).

De 1955 a 1963, foi autor de teleteatros do programa semanal O Grande Teatro Tupi, dirigido e produzido por Sergio Britto. Fazia também parte do elenco, que contava com grandes atores do TBC – Teatro Brasileiro de Comédia como Ítalo Rossi, Natalia Timberg, Aldo de Maio e Fernanda Montenegro.

Tem os seguintes livros publicados:
Fernando Pessoa: uma luz sobre vários poetas. Rio de Janeiro: Editora Nórdica, 1958
Bicho alado. Rio de Janeiro: Editora Círculo do Livro, 1982
Off: uma história de teatro. Rio de Janeiro: Editora Globo, 2005
A arte de reviver. Rio de Janeiro: Editora Ediouro, 2006