ENCONTRO MARCADO    
VÍDEO    BIO    OBRA    EXCERTO    CRÍTICA 
BETTY MILAN

“A morte separa os cônjuges, os amantes, ela não separa. Lembra do primeiro encontro? Quatorze de julho… Ilha São Luís. Você me disse que era turista e eu respondi: “— Não, Laura, você é daqui. Ubi bene, ubi patria. Comigo você está bem. Saímos pela cidade. Mãos dadas e a certeza de que nada podia nos separar. Ainda que nem você e nem eu soubesse por quê. O seu desejo era o meu, embora eu falasse uma língua e você outra. Quando o bateau-mouche passou, você disse: “— Uma centopeia iluminada”. Não entendi, mas soube que precisava aprender a tua língua para te dar a minha. Aprender você de alto a baixo para que a nossa nacionalidade fosse a do nosso amor...”
Trecho do livro "Consolação". São Paulo. Editora Record, 2009