ENCONTRO MARCADO    
VÍDEO    PERFIL    OBRA    EXCERTO    CRÍTICA 
JOSÉ MIGUEL WISNIK

Livros
O coro dos contrários - a música em torno da Semana de 22. São Paulo: Duas cidades, 1977.
O nacional e o popular na cultura brasileira. São Paulo: Brasiliense, 1982.
O som e o sentido. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.
Sem receita - ensaios e canções. São Paulo: Publifolha, 2004.
Veneno remédio: o futebol e o Brasil. Sâo Paulo: Companhia das Letras, 2008.
Machado maxixe: o caso Pestana. São Paulo: Publifolha, 2008.

Discografia
Onqotô (com Caetano Veloso). Belo Horizonte: Grupo Corpo, 2005 (CD).
Pérolas aos poucos. Salvador: Maianga, 2003 (CD).
São Paulo Rio. Salvador: Maianga, 2000 (CD).
Parabelo (com Tom Zé). Belo Horizonte: Grupo Corpo, 1997 (CD).
José Miguel Wisnik. Santo André: Camerati, 1993 (CD).
Nazareth. Belo Horizonte: Grupo Corpo, 1993 (CD).

Prêmios
2001 - Melhor trilha sonora para Janela da alma, documentário longa-metragem de João Jardim e Walter Carvalho, - no Festival de Cinema do Ceará.
1995 - Prêmio da Associação Paulista de Críticos de Arte, categoria Música para teatro, pela trilha musical de Mistérios Gozozos, de Oswald de Andrade, dirigida por José Celso Martinez Corrêa..
1993 - Prêmio da Associação Paulista de Críticos de Arte, categoria Música para dança, pela composição da trilha sonora do espetáculo Nazareth, do Grupo Corpo.
1991 - Prêmio Associação Paulista de Críticos de Arte, categoria Música para teatro, pela trilha sonora da peça As boas, de Jean Genet, dirigida por José Celso Martinez Corrêa.
1989 - Prêmio Kikito, Festival de Cinema de Gramado pela trilha de A mulher do atirador de facas, de Nilson Villas-Boas, na categoria Música Original para curta-metragem.
1989 - Troféu Noel Rosa na categoria Revelação de compositor, da Lei Sarney à Cultura.
1978 - Prêmio Jabuti da Câmara Brasileira do Livro, na categoria Re pelo livro O coro dos contrários: a música em torno da semana de 22, na categoria Revelação de Autor.