ENCONTRO MARCADO    
VÍDEO    PERFIL    BIO    OBRA    EXCERTO    CRÍTICA 
AFFONSO ROMANO DE SANT'ANNA

Affonso Romano de Sant'Anna, filho de Jorge Firmino de Sant'Anna e Maria Romano de Sant'Anna, nasceu em Belo Horizonte, Minas Gerais, em 27 de março de 1937. Casou-se com Marina Colasanti, escritora e jornalista, com quem tem duas filhas, Fabiana e Alessandra.

Cursou a faculdade de Letras de Belo Horizonte, MG, lecionou na PUC - Rio e na UFRJ. Em 1965, lecionou Literatura Brasileira na UCLA (Universidade da Califórnia, Los Angeles). Na sua volta ao Brasil, trabalhou no Jornal do Brasil, retornando em seguida para os Estados Unidos como bolsista do International Writing Program, na cidade de Iowa.

Defendeu sua tese de doutorado em 1969, que foi publicada, em 1972, sob o título Carlos Drummond de Andrade, o Poeta Gauche, no tempo e espaço.
De 1973 a 1976 dirigiu o Departamento de Letras e Artes da PUC - Rio.
Em 1977 lecionou Literatura Brasileira na Universidade do Texas.
Em 1978, foi professor de Literatura na Universidade de Colônia, na Alemanha.
Em 1981 e 1982, exerceu o cargo de professor visitante na Sorbonne, França.
De 1984 a 1990 escreveu na coluna do Jornal do Brasil, anteriormente ocupada por Carlos Drummond de Andrade.

Foi presidente da Fundação Biblioteca Nacional de 1990 a 1996 e aí criou o Sistema Nacional de Bibliotecas, que reúne, além de 3000 instituições, o PROLER (Programa de Promoção de Leitura). Em 1993 lançou a revista Poesia Sempre, tendo organizado números especiais sobre a América Latina, Portugal, Espanha, Itália, França e Alemanha.

A partir dos anos 80 participou mais constantemente de festivais internacionais de poesia: Medellin, Bogotá, Caracas, México, Buenos Aires, Santiago do Chile e Irlanda. Sua mais recente publicação é A grande fala e a Catedral de Colônia (edição comemorativa) lançada pela Rocco Editora (1998).